Para obter uma melhor experiência web, utilize o IE11+, Chrome, Firefox ou Safari.

O que é IGA (Governança e administração de identidade)?

A Governança e administração de identidade (IGA) permite que os administradores de segurança gerenciem de forma eficiente as identidades e o acesso de usuário em toda a empresa. Ela melhora sua visibilidade de privilégios de acesso e identidades e ajuda a implementar os controles necessários para evitar acesso inadequado ou de risco.

A IGA combina a governança e a administração de identidades. Governança de identidade consiste em visibilidade, segregação de tarefas, gerenciamento de funções, atestado, análise e relatório enquanto a administração de identidade é relacionada a administração de conta, administração de credenciais, provisionamento de dispositivo e usuário e direitos de gerenciamento.

Necessidade da IGA

Em configurações empresariais, o aumento da digitalização significa mais dispositivos, usuários e dados em ambientes locais e remotos/diversas nuvens. Nesses complexos ecossistemas de TI, é difícil gerenciar de forma efetiva as identidades e os acessos dos usuários. Mas, se os usuários tiverem acesso excessivo ou desnecessário a sistemas, aplicações ou dados, isso aumenta os riscos de segurança e torna a organização vulnerável a ataques cibernéticos e violações de dados.

Com as soluções de IGA, as pessoas de segurança podem acompanhar e controlar o acesso do usuário a sistemas locais e baseados em nuvem. Eles podem garantir que os usuários corretos tenham o acesso e os sistemas certos e consigam detectar e evitar acesso inadequado. Com a implementação dos controles corretos com a IGA, as empresas podem reduzir riscos e manter a conformidade regulamentar.

Recursos de soluções de IGA

As soluções de IGA permitem que as empresas otimizem de forma precisa e eficiente o gerenciamento de ciclo de vida útil de identidade do usuário. Os administradores de segurança podem automatizar o processo de provisionamento e desprovisionamento de acesso de usuário em todo o ciclo de vida útil de acesso. Para ativar essa automação, as soluções de IGA trabalham com os processos de Gerenciamento de identidade e acesso (IAM). A IGA também funciona com IAM para ajudar os administradores a gerenciar permissões e manter a conformidade com relatórios precisos.

Geralmente, os sistemas de IGA incluem esses elementos na Administração de identidade (IA):

Conectores de integrações

Os conectores ativam a integração de ferramentas de IGA com diretórios e outros sistemas empresariais que possuem informações sobre usuários, aplicações e sistemas que eles têm acesso e sua autorização nesses sistemas. Esses conectores leem esses dados para entender quem tem acesso a quê e para gravar dados para criar novos usuários e conceder acesso a eles.

Fluxos de trabalho de gerenciamento de solicitação de acesso automatizado

Os fluxos de trabalho automatizados facilitam para os usuários solicitar acesso aos sistemas que precisam para fazer seu trabalho. Além disso, os administradores podem facilmente integrar usuários e retirá-los da integração, determinar quais funções precisam de certos níveis de acesso para aplicações e sistemas e aprovar o acesso do usuário.

Provisionamento

A IGA otimiza o processo de provisionamento e desprovisionamento automatizado de permissões de acesso no nível do usuário e da aplicação para recursos locais e baseados na nuvem.

Gerenciamento de direitos

Os administradores de segurança podem especificar e verificar o que os usuários podem fazer em diversos sistemas e aplicações. Por exemplo, alguns usuários podem ser capazes de adicionar ou editar dados enquanto outros usuários podem ter acesso apenas à visualização dos dados. Alguns também podem ter permissões para excluir os dados.

O que é IGA: administração de identidade

Geralmente, os sistemas de IGA incluem estes elementos na Governança de identidade (IG):

Separação de funções (SoD)

Para evitar e erros e prevenir fraudes, as equipes de segurança podem criar regras que evitam conjuntos arriscados de acesso ou direitos de transação sejam concedidos a uma única pessoa. Por exemplo, os controles SoD evitariam que um usuário possa visualizar uma conta bancária corporativa e transferir fundos para contas externas, seja de forma negligente ou maliciosa. Os controles de SoD devem ser implementados em uma determinada aplicação, assim como em vários sistemas e aplicações.

Análise de acesso

As soluções de IGA otimizam o processo para analisar e verificar acesso de usuário a diversos aplicativos e recursos. Elas também simplificam a revogação de acesso (por exemplo, quando um usuário sai da organização).

Gerenciamento de acesso baseado em função

Com o controle de acesso baseado em função (RBAC), o acesso do usuário é determinado de acordo com sua função, então, eles podem acessar somente as informações necessárias para realizar suas tarefas de trabalho. Ao evitar acesso desnecessário, especialmente a dados confidenciais, o RBAC aumenta a segurança empresarial e evita violações.

Análise e relatório

Essas soluções de IGA oferecem visibilidade às atividades de usuário e permitem que o pessoal de segurança identifique problemas de segurança ou riscos e sejam avisados em caso de situações de alto risco. Elas também podem sugerir aprimoramentos de segurança, iniciar processos de correção, abordar violações de política e gerar relatórios de conformidade.

Administração de governança

Os benefícios da IGA

Gerenciamento de ciclo de vida útil de identidade de usuário simplificado

Conforme as associações de usuário na organização mudam (por exemplo, pois são transferidos para um departamento diferente ou deixam a organização) os requisitos de acesso também mudam. A IGA facilita o gerenciamento dessas mudanças, do provisionamento ao desprovisionamento. A IGA também ajuda a manter o controle de usuários, dispositivos, redes e outros recursos de TI por meio de gerenciamento de senha, gerenciamento de permissões e gerenciamento de solicitações de acesso.

Acompanhar requisitos de acesso perigosos

Um sistema de IGA oferece um local de aprovação centralizado que facilita para os usuários pedirem aprovações de acesso que precisam para realizar seu trabalho. A centralização também permite que os administradores gerenciem permissões, acompanhem e detectem atividades suspeitas e evitem que possíveis agentes ameaçadores acessem os sistemas ou dados da empresa.

Relatórios para segurança e conformidade aprimoradas

Os relatórios e análises detalhados ajudam os administradores de TI a entender o que está acontecendo no ambiente empresarial e identificar rapidamente problemas ou riscos. Então, eles podem resolver problemas para proteger recursos críticos para o negócio. A centralização de dados também permite que os administradores façam auditoria de relatórios de acesso para atender aos requisitos de conformidade.

Acesso flexível melhora a produtividade do usuário

Com soluções de IGA robustas, as organizações podem permitir e controlar com segurança o acesso remoto para manter a continuidade de negócios enquanto previne violações. Essa flexibilidade permite que os funcionários trabalhem de qualquer lugar, o que melhora sua produtividade e desempenho.

Suporte à escalabilidade empresarial

As soluções de IGA oferecem suporte a políticas centralizadas e fluxos de trabalho automatizados que ajudam a reduzir custos operacionais, garantir que os funcionários possam acessar os recursos que precisam, reduzir riscos e aprimorar a conformidade. Todos esses benefícios permitem a escala da organização de forma orgânica, o que não seria possível devido a processos manuais ou visibilidade limitada dos usuários, identidades e sistemas.

Por que a conformidade regulamentar é importante?

As regulamentações foram desenvolvidas para proteger os usuários e/ou dados e aumentar a confiança entre diversas entidades. Por exemplo, o GDPR foi criado para proteger dados pessoais e o Health Information Portability and Accountability Act (HIPAA) foi criado para proteger as informações de saúde dos usuários. Ele requer que as organizações do setor de saúde implementem as proteções adequadas para garantir a segurança e a privacidade dos dados do paciente.

De forma similar, a Lei Sarbanes-Oxley (SOX) exige a melhoria do armazenamento de registros financeiros e das auditorias em empresas de sociedade aberta. O objetivo é aumentar a confiança nas informações financeiras da empresa e evitar fraudes. Outra regulamentação, o Padrão de Segurança de Dados do Setor de Cartões de Pagamento (PCI DSS) especifica requisitos de gerenciamento, políticas e procedimentos de segurança para proteger os dados de cartão de crédito dos clientes.

É importante para as organizações estarem em conformidade com todas as regulamentações que se aplicam a elas para evitar penalidades legais ou financeiras em caso de não conformidade. A conformidade também permite que elas ganhem a confiança dos clientes e aumentem seus negócios. A conformidade regulamentar também significa que elas possuem controles para proteger seus sistemas e dados, o que as protegem contra ataques cibernéticos e violações de dados.

Qual a diferença entre IGA e IAM?

A IGA é uma subcategoria do Gerenciamento de identidade e acesso (IAM). No entanto, os sistemas de IGA oferecem funcionalidade adicional além dos sistemas padrão de IAM e ajudam a lidar com os desafios comuns de IAM.

Por exemplo, o acesso inadequado e/ou desatualizado a recursos empresariais é um problema comum de IAM. Uma equipe de trabalho remota, processos de provisionamento demorados, políticas fracas de BYOD (Traga seu próprio dispositivo) e requisitos estritos de conformidade são alguns dos desafios de IAM. Esses problemas aumentam o risco de segurança e enfraquecem a postura de conformidade das organizações. No entanto, as organizações podem lidar com esses desafios fortalecendo seus sistemas de IAM com IGA.

Com a IGA, as organizações podem automatizar os fluxos de trabalho para acessar aprovações e reduzir riscos. Elas também podem definir e reforçar políticas de IAM e fazer auditoria de processos de acesso de usuário para relatórios de conformidade. Por isso, muitas organizações usam a IGA para atender aos requisitos de conformidade estabelecidos em GDPR, HIPAA, SOX e PCI DSS.

Conclusão

Todas as organizações podem se beneficiar das soluções de IGA. A IGA melhora a visibilidade do que os usuários podem ou não acessar, o que ajuda os administradores de TI a otimizar o gerenciamento de identidade e o controle de acesso, o que diminui os riscos de forma eficiente e protege dados e sistemas críticos para o negócio. A IGA também ajuda a melhorar e manter a conformidade. No cenário complexo de cibersegurança e TI atual, as ferramentas de IGA capacitam as organizações para que elas possam se proteger, aprimorar a resiliência e obter o crescimento escalável.